segunda-feira, 28 de setembro de 2015

Família: OÁSIS ou ARENA? - parte 4 - Pais e Filhos


FAMÍLIA: OÁSIS ou ARENA
4ª postagem da série sobre Problemas Familiares
~*~Curta nossa Página https://www.facebook.com/Amor.Magia.Destino e não perca a sequência~*~

OS PAIS  X OS FILHOS parte 2/2

Achei por bem dividir essa postagem em 2 partes: uma dedicada aos pais e outra aos filhos, embora acredito que todos se beneficiarão de ler as duas partes.

Agora me dirigirei aos Pais:

Pode ser que você tenha lido o texto da postagem número 3 e se identificado com muita coisa que você tenha passado. Se for o caso, vale a pena refletir sobre o quanto o seu relacionamento com seus pais, interfere no que você vive com os seus filhos.

Eu sei que não dizemos a eles o quanto de decepção e frustração eles nos causam muitas vezes. E fazemos isso por causa do nosso AMOR por eles.

Se você é mãe, imagino o quanto dói ouvir uma palavra dura de alguém que um dia foi um serzinho que se criou dentro do seu corpo, lhe trouxe todo tipo de desconforto, dor e mal estar por mais de nove meses, que não permitia comer, dormir, relaxar ou ter tempo para você durante um bom número de anos...
Nem adianta falar, eles jamais entenderiam.... Não é só ingratidão, imaturidade, falta de experiência. É IMPOSSIBILIDADE mesmo. Porque quem passou por isso FOI VOCÊ, não eles.

Independente do quanto a maternidade tenha sido algo positivo ou não para você, essa experiência é valiosa pois te ensinou muito a respeito de si mesma! Suas potencialidades, seus medos, sua capacidade de ser mil em uma, destreza e agilidade no gerenciamento de vidas que dependem de você é uma habilitação preciosa, queira você repetir a experiência ou não.

Então, agradeça se você tem a oportunidade de ser pai/mãe. Essa é uma escola com cursos  exigentes e reveladores. Sobre você mesmo, antes de mais nada, sobre seu parceiro em segundo lugar,  e sobre o mundo e as pessoas em geral.

Dificilmente a criação de filhos se sai como alguém imaginou. Ou é muito mais ou é muito menos do que a pessoa tinha de expectativa a respeito.

Seus filhos não vieram ao mundo para realizar os seus sonhos, mas sim os deles. 
Se vocês puderem, ajudem-nos. Se não, não os atrapalhem que já está de bom tamanho.

Ah, e por favor não digam que vocês não tiveram isso com os pais de vocês, que a sua vida era mais dura, que vocês tinham responsabilidades maiores... Deus mandou nada um no tempo e na geração que precisava, mas a capacidade de EVOLUIR ultrapassa o tempo, a cultura, as regras estabelecidas.
Não tenha medo de aprender com seu filho. Eles são sempre grandes professores, seja do que você quer aprender ou não.

SE você é pai/mãe: seus filhos não vieram ao mundo com nenhum débito com relação a vocês, mas o contrário é verdadeiro. Vocês devem ao ser que trazem ao mundo a proteção, a nutrição, a compreensão e o estímulo para que eles cresçam aprendendo a conhecer o próprio valor e a própria capacidade. Agir em contrário a isso é infringir crime de “Lesa Individualidade”.

Se você é mãe ou pai solteiro, separado ou viúvo, tenha o cuidado de não priorizar sua vida amorosa em detrimento do seu filho. Você tem direito de reconstruir sua vida e ser feliz, mas antes você assumiu um compromisso perante a Fonte Criadora quando gerou uma criança, sendo isso voluntário ou involuntário da sua parte, e se o seu filho ou filha sentir que não é sua prioridade ele se ressentirá demais disso, e será infeliz. Seu filho infeliz equivale a você infeliz também. E não digo isso num tom piegas não, digo porque mesmo que você não se importe quanto o que pensam seus filhos da sua vida íntima e amorosa, eles lhe demonstrarão isso de formas variadas, seja boicotando seus namoros, tratando mal seu companheiro, fazendo “malcriações” na frente de familiares e amigos, e até mesmo vindo a se tornar um impedimento real aos seus relacionamentos.

 Um filho seguro não se importa que os pais dividam seus afetos com outras pessoas. Essa é uma conquista a ser trabalhada por parte de cada pai e de cada mãe. Com alguns filhos é mais rápido e com outros mais trabalhoso; não importa: esse é seu trabalho, se não fizer será cobrado por isso.

Além disso, depois da maternidade/paternidade você não tem mais nem desculpa nem o direito de se comportar como adolescente, seja na vida de um modo geral, com atitudes irresponsáveis, como principalmente na vida amorosa.
 Pai e Mãe é vigiado em cada ato e cada palavra pelo filho 24h por dia, e eles serão seus piores juízes, porque se miram em você para buscar um exemplo a seguir, e não encontrando esse exemplo, como no caso em que os filhos tem a infelicidade de perceber muito cedo que a mãe escolhe homens reprováveis como parceiros amorosos, das duas uma: ou você cai na descrença do seu filho/filha, que passa a perceber que não tem uma pessoa confiável em quem buscar orientações perante a vida, ou no futuro vai ter de conviver com escolhas ainda piores  que seus filhos farão na vida amorosa deles  seguindo o seu exemplo, e que com certeza vai refletir em você e nos seus netos, filhos deles.  

Enfim, vira um círculo vicioso de maus exemplos de gerenciamento da vida em família – com você sendo o responsável por ter iniciado o ciclo!
Tá muito difícil lidar com tanta exigência pra ser pai e mãe?
Da próxima vez pense duas vezes antes de se matricular nessa escola, pois sim, ela é uma das mais exigentes da Vida.

Se você é pai/mãe saiba por outro lado reconhecer que seu filho/filha não é um anjo de pureza e candura, que ele tem defeitos e precisa E MUITO de freio, limite, ser chamado à atenção (que é muito diferente de humilhado), orientado, guiado, estimulado e também, sim, punido. 

Você  é pai/mãe também para isso. Faz parte das suas funções ser o primeiro a deixar claro para seus filhos que determinados comportamentos não são aceitáveis em hipótese alguma.

Não tema perder o amor do seu filho pela sua FIRMEZA. Ser firme, aliás, é uma das principais lições que você pode ensinar a outro ser humano: muito diferente de ser uma pessoa dura, a pessoa firme em seus propósitos é um indivíduo confiável e digno dentro da sociedade em que está inserido.

Pode acontecer também de seu filho ou filha ser a sua maior fonte de sofrimento. Acredite, você não está só nessa triste jornada. Não discutirei aqui os meandros do destino, karma, etc que levam a vivências profundamente traumáticas em que pais que se esforçam para serem o melhor exemplo que os filhos possam ter, têm a infelicidade de receber no seio da família espíritos de má índole, que procurarão no crime e no vício investir todo o foco de suas breves vidas.

Se esse for seu caso, lembre-se que a maioridade penal marca a data em que os pais não são mais responsáveis pelos atos dos filhos. Embora não marque o fim do seu amor, enfatizo que você deve sim estipular um prazo (que dependendo da gravidade da situação pode ser até antes dos 21 anos) para que você não tenha mais de sofrer junto pelas decisões infelizes de quem você pariu.

Às vezes o afastamento do pai ou da mãe, como forma de demonstrar explicitamente que não concorda nem coaduna com as escolhas equivocadas dos filhos é uma lição importante para almas empedernidas.

Saiba: quem está na treva não apenas rejeita a luz como sempre procura levar outros para a escuridão.
Não seja refém do seu Amor. Amar a distância às vezes é a forma mais sábia.

Tanto Para Pais Como Para Filhos.

Jennifer Dhursaille

Família: OÁSIS ou ARENA? - parte 3 - Filhos e Pais

FAMÍLIA: OÁSIS ou ARENA
3ª postagem da série sobre Problemas Familiares
~*~Curta nossa Página https://www.facebook.com/Amor.Magia.Destino e não perca a sequência~*~

OS PAIS  X OS FILHOS parte 1 de 2

Achei por bem dividir essa postagem em 2 partes: uma dedicada aos pais e outra aos filhos, embora acredito que todos se beneficiarão de ler as duas partes.

Primeiramente me dirigirei aos Filhos:
Inicialmente havia escolhido uma imagem para ilustrar esse tema que focava na dificuldade de diálogo entre pais e filhos, mas uma outra me impactou muito mais, uma vez que ela é a causa real da imensa maioria dos problemas entre pais e filhos, que é a que ilustra essa postagem.

A maioria das pessoas não está preparada para ter um filho, isso é fato. 
Filho ocorre por obra de Deus, por ação do Destino, muito além das questões de irresponsabilidade, hábitos anticoncepcionais, maturidade, condições financeiras.... 
 A verdade é que se você tem uma vida sexual ativa, FILHO pode OCORRER a qualquer instante! E daí você se vira nos trinta!

Não deveria ser assim?
Não, não deveria ser assim, não.
 Só que é. É, e pronto!

 Não adianta tapar o sol com a peneira: não vivemos numa sociedade em que se espera adultos amadurecerem, estudarem, conquistarem sua independência financeira, fazerem o básico do autoconhecimento para depois pensarem em procriar. Principalmente se você nasceu num país de terceiro mundo, dê-se por feliz se seus pais não punham pinga na sua mamadeira pra você dormir e eles poderem ir pro baile.

Eles são inconsequentes e um dia responderão por isso? Possivelmente.

Mas quer saber? Ficar fazendo inventário do karma alheio não vai te levar a lugar nenhum.
SE você nasceu ali, o seu também não deve ser lá grande coisa, né? Senão tinha nascido filho de pais sociólogos dinamarqueses com mais de 35 anos.

Então, a primeira coisa que te digo se você é filho é: PERDOE SEUS PAIS.

Pode ser que eles tenham feito coisas muito mais horríveis do que dar cachaça pra um recém-nascido beber. Pode ser que eles tenham feito coisas criminosas com você, ou permitido que outros fizessem, consciente ou inconscientemente. Coisas que você se lembra até hoje quando fecha os olhos antes de dormir.

Seus pais podem ter sido seus piores algozes.
E eu lamento profundamente por isso. Eu sei o quanto essa dor é lancinante, porém só há um meio para ela parar de ser sua tortura: DEIXA-LA NO PASSADO.

Carregar as lembranças da dor significa revivê-las dia a dia e nunca sair daquele momento de terror que você vivenciou lá trás, às vezes 20, 30, 40 anos atrás.
POR AMOR A VOCÊ, e não a eles, PERDOE.

Perdoe a ignorância, o egoísmo, as doenças de alma, as psicopatias dos outros. Lembrar repetidamente desses fatos não vai fazer justiça ao seu sofrimento.

Em vez disso: TOME ATITUDES!

Afaste-se de pessoas problemáticas, de seres de alma doente que não estão dispostos a admitir seus erros ou mudar.
Pode ser seu pai, seu irmão, sua mãe, seu filho ou filha: ELIMINE DA SUA VIDA A CONVIVÊNCIA QUE CAUSA O SEU SOFRIMENTO.

Muitos dirão: “Não posso!”, mas isso só é REALMENTE justificável se você ainda é menor de idade. Se esse for seu caso, denuncie maus tratos na delegacia, verifique a possibilidade de morar com parentes mentalmente mais saudáveis. O seu caso requer uma intervenção de autoridades competentes e apoio sócio-familiar. Mas não fique sofrendo calado, fale para um amigo, para seus professores, fale para todo mundo ou em quem confiar, pois os agressores normalmente contam com o silencio das vítimas para continuarem a abusar delas.

Mas essa postagem foi pensada para quem em tese não mais depende dos progenitores  –  pessoas que mesmos aos 30, 40, 50 anos de idade permanecem em círculos viciosos emocionais por questões financeiras. Se este é o caso, planeje a data da sua libertação: guarde dinheiro, faça contatos, vá dividir um casebre com alguém.

Nada é pior do que viver INFERNADO, dia após dia, com alguém que para você representa tortura, dor, medo, prisão.

Reclamar dos pais e não romper o círculo de abuso emocional não vai lhe adiantar de nada.

Há milhares de terapias que podem lhe auxiliar a curar sua relação com seus pais e consigo mesmo, a fazer as pazes com o passado e a SEGUIR EM FRENTE, que é o mais importante.

Pode ser que você acuse seus pais (e com razão!) de não tê-lo amado o suficiente.
Mas e você, se ama o suficiente para ser agente da própria mudança?

Se você é filho, independente das diferenças de ideias entre você e seus pais, do quão atrasados, limitados, mesquinhos e hipócritas você enxergue que eles sejam, seja GRATO. Pela vida, primeiramente, e por tudo que eles tiverem te proporcionado: alimento, segurança, moradia, medicamentos, educação e até mesmo as broncas (justas ou injustas).

Admita que na maioria das vezes os pais só querem o bem dos filhos, e isso já é um dos Maiores Amores do Mundo! Pessoas imperfeitas amam de formas imperfeitas, mas ainda assim, ISSO É AMOR, E TEM VALOR!

Um dia, se você tiver filhos, ou mesmo que não os tenha, observando seus amigos sendo pais e mães, você vai perceber que a maternidade/paternidade é uma tarefa insana, para a qual ninguém recebe manual, e geralmente se é muito jovem para desempenhar tão importantes funções com maestria e sem direito a ensaio!

Se você é filho, agradeça A Fonte Criadora porque você está tendo oportunidade de fazer suas experiências aqui neste plano, e isto se deu também graças aos seus pais.

SE mais nada houver para agradecer, ISSO JÁ É BASTANTE!

Jennifer Dhursaille

Família: OÁSIS ou ARENA? - parte 2 Problemas entre o Casal

"FAMÍLIA: OÁSIS ou ARENA?"
Essa semana teremos uma série de postagens sobre Problemas Familiares
~*~Curta nossa Página https://www.facebook.com/Amor.Magia.Destinoe Opte por Receber Notificações~*~
2 - PROBLEMAS ENTRE O CASAL
Esse problema inicia esta série de tópicos porque na verdade os problemas entre o casal se constituem a base da origem de todos os demais problemas que um indivíduo pode vivenciar dentro da família.
Um casal desajustado gera filhos com problemas que irão desde a auto-estima até a incapacidade de serem felizes em seus relacionamentos futuros, passando por instabilidade profissional e problemas de saúde inclusive.
Um casal harmônico - note que o perfeito não existe! - é primeiramente exemplo para os filhos, e saberá lidar com eventuais desarmonias domésticas como a competição entre irmãos de forma a evitar extremos e promover um espaço onde todos os filhos possam ter direitos iguais.
Um casal harmônico resolve as questões com seus pais, sogros e cunhados em conjunto, baseados em compreensão e respeito pela história de vida do outro, sem julgamento, mas com foco na melhor solução possível em cada momento.
Um casal harmônico se fortalece perante crises de saúde ou financeiras, porque juntos sentem-se fortes para passar pelas provações da vida.
Um casal harmônico passa por crises sem temer que elas seja um prenúncio do final da relação, mas sim uma passagem de um estado de evolução do casamento para o próximo, pois nada é estável e é Função Natural do Amor transformar a quem ele toca.
Entretanto um casal harmônico só pode existir a partir da convivência de duas pessoas que estejam em harmonia consigo próprias em primeiro lugar. 
Infelizmente homens e mulheres costumam colocar 'a carroça na frente dos bois' e se envolverem em relacionamentos antes de terem resolvido o básico de suas questões consigo mesmos.
 Ciúmes excessivos, falta de noção do seu próprio valor, desconhecimento das próprias prioridades, imaturidade nas questões básicas do convívio humano são feridas abertas na alma que serão transportadas para dentro da relação, impossibilitando que ela cresça sadia, uma vez que já se iniciou contaminada.
Com certeza amar se aprende amando, e todos estamos em diferentes graus de evolução, porém, se você já identificou que relacionamentos passados deram errado por conta de questões pessoais suas mal resolvidas, não estrague a chance de um outro relacionamento dar certo por conta da sua carência.
Aprenda a estar só e aproveite esse tempo para resolver o que lhe tem impedido de ser mais pleno. 
Entrar inteiro em um relacionamento aumentam as chances de que ele possa dar certo, uma vez que evita que reflitamos nos outros as nossas imperfeições, num mecanismo de sombra projetada.
Uma dura verdade a ser levada em conta: Antes morrer solteiro do que nossas más escolhas serem causa de infelicidade para nós mesmos, para o outro, para a família e principalmente para os filhos que essa união poderá vir a gerar.
O ambiente familiar será palco sempre de lutas internas e conflitos de personalidade; porém há as batalhas produtivas, que levam ao progresso de todos os envolvidos e aquelas que não valem a pena lutar, pois não estando um disposto a mexer nos seus pontos nevrálgicos não adianta o outro insistir, pois só mágoas advirão daí.
Procure unir sua vida a alguém que esteja disposto a lutar as mesmas batalhas!
Jennifer Dhursaille

Uma matéria sobre as principais causas de problemas entre casais segue abaixo:



Família; OÁSIS ou ARENA? - parte 1



"FAMÍLIA: OÁSIS ou ARENA?"
Essa semana teremos uma série de postagens sobre Problemas Familiares
~*~Curta nossa Página https://www.facebook.com/Amor.Magia.Destino e Opte por Receber Notificações~*~

Quem não enfrenta ou enfrentou problemas de família nesta vida?
Os conflitos de ordem domésticas são o que de pior uma pessoa pode experimentar pois minam diretamente a fonte de reabastecimento energético principal de qualquer indivíduo: o Lar.

SE o local onde a pessoa deveria encontrar segurança, apoio, nutrição emocional, que deveria ser o local onde os horrores, a frieza, a dureza, as exigências para sobrevivência do dia-dia do mundo atual, falha em proporcionar isso a ela porque está contaminado, temos soldados que jamais descansam na batalha, e se tornam zumbis da vida, incapazes de enfrentar a guerra que é a jornada nesse mundo com otimismo e garra, pois estão tão defasadas energeticamente que não caminham, se arrastam pela vida, esgotados e perdidos!

Outras pessoas, de características mais guerreiras, se esforçam além do que podem e seguem dando aquilo que não tem para tentar chegar a uma posição melhor, muitas vezes não conseguem porque sem referências não são capazes de reconhecer o bom, o normal, o tranquilo.
Estão tão acostumadas ao sacrifício que os Oásis lhes parecem irreais e elas passam por eles sem parar, pois tudo parece vão, fútil e perda de tempo, quando tudo o que importa é encontrar a tão sonhada Paz Definitiva.

Alguns buscam a independência financeira de forma equivocada, que lhe gerará ainda mais escravidão, a curto, médio E longo prazo. Outras buscam escapar de um lar abusivo em relacionamentos não muito melhores e quando derem por si estarão  enredadas em outra situação familiar muito semelhante àquela da qual tentou fugir e vivenciando padrões doentios equivalentes.

Quem já não ouviu a famosa frase: “A família é a Base de Tudo”?
Realmente é.
Inclusive dos seus problemas.

Essa série de postagens não visa pregar a desagregação familiar.
Muito pelo contrário: se você tem uma família parcialmente saudável, que lhe proporciona mais momentos de alegria do que de desespero, que lhe faz rir, que lhe diz que tudo vai estar bem, seja lá o que você estiver passando, que se preocupa quando você adoece, que não menospreza seus sonhos, seus gostos, seus desejos, que é capaz de comprar uma briga por você mesmo e com você mesmo pra impedir que você faça algo de que irá se arrepender amanhã, se te enxergam como um filho de Deus que nasceu com um propósito além do que eles possam vir a compreender e mesmo não gostar, e mesmo com todas as diferenças e brigas e rusgas você possa dizer com certeza:

“Eu amo minha Família porque ela é uma das melhores coisas da minha vida!”
mesmo que essa família seja composta de 3 pessoas, sendo uma delas um pet ou uma samambaia, você realmente deve se prostrar agora e dar graças aos céus pela graça que você recebeu.

Saiba: você é uma das pessoas mais ricas da face da Terra!
O que você tem, dinheiro nenhum compra e nada é capaz de substituir.
Parabéns! Use sua vida de forma a aproveitar ao máximo cada minuto que puder passar na companhia dessas pessoas, pois nada é eterno, e quando Anjo Certeiro vier buscar um de vocês, assegure-se de que não haverá arrependimentos.

Agora, se você faz parte da estatística dos infelizes que precisam sobreviver entre inimigos que levam o rótulo de parentes, vamos ter uma conversa séria nas próximas 3 postagens abordando os pontos mais cruciais dos relacionamentos familiares: cônjuges, pais e filhos.

Infelizmente, com a desculpa de que “é karma” muita gente aceita o cativeiro de bom grado, acreditando que é “seu papel” SALVAR a pátria familiar.
Meus irmãos: nem Jesus Cristo salva se você não fizer sua parte (e cada um a sua)!
Não viva na ilusão do “um dia isso vai mudar!”
Enquanto você espera, a vida passa.

INVESTIR nos relacionamentos é obrigatório de quem pretende vir a ter uma convivência sadia de qualquer tipo com qualquer pessoa, e disso fazem parte os sacrifícios, sim, a abnegação, a doação.
Mas todo investimento tem que dar RETORNO!
Se você aplica dinheiro num investimento e ele não está rendendo, o que você faz? Espera pra ver se muda a maré?
Ok, não vamos nos precipitar. Tudo na vida tem períodos positivos e negativos.
Agora, depois de 5, 10, 15 anos você continua investindo, sem retorno e ao invés disso PERDENDO?
Esperando que uma hora melhore?!?!?

SE você não faz isso com dinheiro, por que faz com sua VIDA, que é muito mais valiosa?

Cada relacionamento que tentamos manter demanda nossa energia, sabedoria, paciência, afeto, cuidado, etc etc etc.
NO nosso plano, esses “bens do Espírito” não são inesgotáveis, pois estão sujeitos ao ego que canaliza uma quota dos atributos do espírito para esta vida a fim de que você conduza-se por esta experiência encarnatória, Eles precisam ser reabastecidos de alguma forma; ou seja, a não ser que você seja um avatar, de onde você está tirando para dar a outro estará faltando para você mesmo se não houver um equilíbrio nessa conta, você entrará no vermelho. Muitos procuram abastecer suas quotas através da religião, da meditação, do auto-aprimoramento, e isso tudo de fato ajuda, mas, lembre-se:
Inadimplência Energética, Afetiva, Moral, Mental leva à FALÊNCIA do seu próprio plano de vida.

Algumas pessoas gostam de pensar que ‘resgatar’ alguém é sua missão de vida. Nem eu nem ninguém podemos validar ou invalidar isso.
Entretanto, se você pensa assim, te convido ainda mais a ler essa série de postagens, só para que você possa ter a oportunidade de analisar sua situação por outra ótica e então confirmar para si mesmo se aquilo que você acredita que deve ser seu FOCO nessa vida está mesmo de acordo com as Leis da Vida.
Você topa?
Então, vamos lá!
Curta a página “Amor é Seu Destino” https://www.facebook.com/Amor.Magia.Destino e opte por receber notificações no menu Curtir.

Até amanhã, quando teremos a 2ª parte dessa conversa!


terça-feira, 15 de setembro de 2015

A Pergunta de Ouro e o Foco na Sua Missão de Vida

FOCO NA SUA MISSÃO DE VIDA!
~~~*~~~


Você sabe qual é a sua "Pergunta de Ouro"?
Em mais de 25 anos lendo cartas, runas, fazendo mapas astrais e numerológicos para as pessoas, uma coisa sempre me espantou profundamente: o quão distraídos são os indivíduos daquilo que realmente deveria lhes importar!

A maioria das consultas são motivadas por questões sentimentais ou profissionais, e isso claro, é muito importante nas nossas vidas, mas raras vezes uma pessoa que estava atendendo me fazia a pergunta de ouro:
"Jennifer, eu gostaria de saber sobre a minha vida espiritual, sobre o meu caminho espiritual"

Entretanto essa é a pergunta mais importante de todas, pois ela é a que lhe fornece as chaves para a sua felicidade real.
Amigos, estamos todos aqui de passagem! Sendo assim, não são as questões envolvendo o namorado atual, o emprego atual, os problemas de família ou de saúde atuais que farão a diferença no esquema maior das coisas.
Já dizia o guia espiritual de Chico Xavier: "Tudo passa".
E passa mesmo!
O que não passa é o motivo pelo qual você encarnou aqui neste momento, neste espaço-tempo, nessa família, para reencontrar essas pessoas com as quais você tem mil questões pendentes e precisa seguir um caminho profissional "X" que esteja de acordo com a evolução do seu destino.

Existem algumas (raras) pessoas que conseguem manter o foco desde a infância naquilo que vieram fazer aqui:
"Serei veterinária, vou fazer uma ONG para ajudar animais de rua, terei dois filhos e adotarei outros 2!"
Muitos dirão que é uma bobagem ou um sonho, mas se a pessoa conseguir 'se bancar' perante o descrédito dos outros ('família' não só inclusive, como PRINCIPALMENTE) ela não apenas realiza o que todo mundo achava improvável, como TUDO O MAIS DÁ CERTO NA VIDA DELA!

A PESSOA CERTA PARA NAMORAR E CASAR APARECE!
OS AMIGOS CERTOS QUE APRESENTAM PARA AS PESSOAS CERTAS QUE AJUDARÃO NA REALIZAÇÃO DOS SONHOS APARECEM 
(TODAS ATRAVÉS DE INCRÍVEIS COINCIDÊNCIAS ASSINADAS COM O PSEUDÔNIMO DE DEUS, O "POR ACASO"...)
O EMPREGO CERTO QUE POSSIBILITA AS CONDIÇÕES MATERIAIS ESPECÍFICAS SE CONSEGUE!
AS VAGAS SÃO CONQUISTADAS, OS CONCURSOS GARANTIDOS, AS CHANCES SEMPRE SUFICIENTES!

Quando a pessoa está fora do seu foco missionário  - tudo dá errado, mesmo que aos olhos dos outros tudo pareça certo.
O 'bom emprego', 'a esposa linda', 'as conquistas materiais' que proporcionam conforto e causam inveja aos outros não conseguem trazer o principal: FELICIDADE A QUEM OS TEM, pois embora maravilhosas, essas coisas podem não estar de acordo com a programação existencial de um determinado indivíduo. Seriam perfeitas para os outros, mas para ele parecem não fazer diferença nenhuma.

"A Missão" nem sempre é algo grandioso aos olhos dos outros, pode ser algo tão simples quanto ser operário, criar um filho e ser a pessoa que não perde a cabeça no meio das loucuras da família, aquela que dá o conselho certo quando todos estão confusos e abrir uma quitanda na aposentadoria.
Pois não é o "glamour" que conta e sim estar no lugar certo na hora exata para que os relógios que o Plano Espiritual marcou para tocarem os alarmes nos tempos determinados possam soar, serem ouvidos e os compromissos cumpridos sem atraso nem atrapalhações.

Em vista disso, digo a vocês, meus irmãos e irmãs destes tempos loucos e terríveis que vivemos: sim, são horas finais de tempos de transição: não perca a chance de partir desta experiência corpórea sem ter executado aquilo a que você se propôs antes de encarnar. O arrependimento pelo tempo perdido é uma das piores dores da alma!

Quando for a uma consulta espiritual, a um centro de Umbanda, a uma meditação, a um ritual xamânico, a uma consulta de tarot, um mapa astral, uma pessoa que tem a capacidade de acessar os seus registros akashicos (registros das experiências pregressas dos indivíduos e que oferecem os parâmetros de sua evolução), que tenha habilidade de conversar com seus mentores e te dar respostas que venham diretamente daqueles que conhecem aquele que deveria ser o seu caminho de destino aqui na Terra, NÃO DEIXE DE FOCAR EM PERGUNTAR QUAL A SUA MISSÃO AQUI.

Não se engane: essa sim é a pergunta mais importante, mesmo com frequência não sendo a que te levou a procurar uma consulta.

Somente com essa resposta em mente e direcionando suas decisões de acordo com ela, você conseguirá encontrar a felicidade possível aqui na Terra, e partir quando sua hora chegar, sem ter nada a temer do lado de lá.
Não sabe a quem perguntar? Indague seus amigos, todos conhecem ou ouviram falar de alguém que acerta, que é um profissional digno, que trabalha pautado em ética e valores espirituais, o que nada tem a ver com o fato desse profissional cobrar ou não.

Eu trabalho, sim, com isso (e cobro, como todo profissional que se estudou e dedicou seu tempo a se especializar em algo e vive na 3D onde existem infelizmente contas a serem pagas!), e conheço muitos mais profissionais gabaritados capazes de fazer um serviço tão bom ou melhor do que o meu. 
Mas esse post não é para fazer propaganda dos meus serviços, e sim para alertá-lo a dar valor ao que precisa realmente ser dado para que você amplie sua consciência e não se torne escravo de quem somente quer criar uma freguesia e manter um cliente satisfeito retornando a cada 3 meses com novas e perguntas e mais ansiosos questionamentos, que no fim não vão levar a nada!

A boa consulta vale por muito tempo. Às vezes por toda uma vida.

Jennifer Dhursaille
15/09/2015
(esse texto pode ser reproduzido desde que citada autoria e fonte)

segunda-feira, 14 de setembro de 2015

O Xamanismo e as Sementes Estelares


Os tempos que vivemos são tempos de fim de ciclo, e como tal, pontas soltas do nosso passado começam a fazer sentido, a fim de que possamos compreender a fundo nossa história e passarmos a desempenhar a missão que de fato viemos cumprir neste mundo.

Como é sabido de todo estudante de espiritualismo, seja de que vertente for, em eras longínquas povos que habitavam outros sistemas estelares foram chamados pelos Altos Comandos da Espiritualidade Maior, aqueles para quem o Conhecimento das Leis Divinas é a essência da verdadeira religião e o Amor no tratar com os semelhantes a única política, a fim de colaborar, como irmãos mais velhos, na evolução de um mundo que estaria em seus estágios iniciais.

Mais ou menos como o que ocorre quando os pais se ausentam do lar, os irmãos  mais velhos são postos no comando para impedir que os mais novos se machuquem ou causem estragos por demais no lar, pondo a si mesmos e aos outros irmãos em risco.

E assim tem ocorrido desde idos da Atlântida e Lemúria. Entretanto, devido estarem sujeitos também às leis que regem este mundo, muitas almas embora já com certa evolução se enredaram nas teias do karma; ficaram presas à Roda de Samsara - mecanismo que rege a evolução dos espíritos que aqui iniciaram sua jornada evolutiva. Espíritos que vieram não somente de Capela, mas de Sírius, Orion, Vega de Lira e muitas outras paragens siderais aqui se misturaram e estabeleceram novos laços, numa miscelânea não por acaso totalmente integrada aos planos originais da Força Crística do Regente Planetário.

Quando falo em "Cristo" não me refiro a figura do Jesus bíblico, mas da essência divina presente em judeus, islâmicos, ateus, hindus, budistas, e qualquer um que tenha VIDA, pois a palavra "kristós" designa aqueles que receberam 'unção' e estão portanto aptos a cumprirem seu mandato messiânico. Todos temos nosso "cristo interno", nossa bússola divina.

Em nossa interpretação:

TODO AQUELE QUE RECEBENDO A LUZ DA VERDADE SOBRE SUA ORIGEM TORNA-SE CAPAZ DE CUMPRIR O PAPEL PARA O QUAL O UNIVERSO O CRIOU.

Nos tempos que se seguiram à imersão num mundo de matéria densa (a maioria dos mundos de origem desses seres e seus corpos/ veículos de manifestação já se estruturavam em dimensões muito menos densas), por conta da impermebeabilidade do véu terreno, essas consciências, quando encarnadas, tiveram e têm ainda aqui grande dificuldade de cumprir seus papéis, pois não se recordam nem de quem são nem daquilo que de fato vieram fazer aqui.

Acabam levando uma vida 'distraída' entre a sobrevivência e a crença no pagamento de débitos pregressos como forma de libertação definitiva da matéria, sem conseguir transcender para um estado em que a relatividade do cosmos se revela, possibilitando outras ações mais conscientes na busca da própria elevação, assim como a dos demais seres que a cercam, sejam eles de quais origem estelar sejam, ou mesmo se frutos daqui.

A partir de 1987, data da Convergência Harmônica, paulatinamente antigas noções sobre espiritualidade vieram à tona, mesclando e popularizando importantes saberes orientais à mentalidade ousada porém condicionada do povo ocidental, e ainda fazendo ressurgir formas espirituais de culto e harmonização à natureza e ao Fogo do Grande  Espírito que habita em todos nós, mas livre de dogmas religiosos.

A essas práticas oriundas de nações diversas deu-se o nome de Xamanismo, e hoje, principalmente como prática urbana, ele tem servido como medicina integrativa entre corpo e espírito, curando através dos corpos sutis, antigos traumas da alma que travam e atrapalham sumamente todo processo evolutivo do individuo, sobretudo dos que se constituem na Terra, os antigos imigrantes das Estrelas, que esquecidos de si mesmos, são como soldados com amnésia, a vagar vivendo destinos que não são seus!

Que tragédia maior pode existir do que a viver desligado da própria verdade?

A magia do xamanismo enquanto recurso de Despertamento Consciencial para as Sementes Estelares dá-se de forma muito simples: todas as práticas xamânicas ao redor do mundo reverenciam os elementos da Natureza, os Animais e sua sabedoria, e os ancestrais, como doadores de nossas vidas e de suas experiências, que nos permitiu estar hoje aqui neste plano encarnados cumprindo designios divinos. Da mesma forma que um italiano, um japonês ou um africano, ao fazer isso, terá acesso às memórias genéticas que herdou em seu DNA, processo que visa fortalecê-lo em sua identidade e heranças  étnicas empoderando-o para viver o AQUI e o AGORA, assim também ocorrerá com as sementes estelares ao se depararem com suas ancestralidade dentro, por exemplo,  de um ritual de cura xamânico: junto à sua ancestralidade terrena, de povos mediterrâneos, indígenas ou celtas, também a ancestralidade presente em seu DNA Espiritual se fará presente, trazendo à consciência dos filhos de Órion, Lira, Betelgeuse, Pleiades ou Sírius, DE ONDE eles verdadeiramente são, QUEM eles verdadeiramente são e finalmente O QUÊ estão fazendo aqui e e PARA QUÊ vieram.

Muitos são médiuns e praticantes de alguma forma de espiritualidade, mas muitos também são ateus, artistas ou ativistas inconformados com o status quo. É característica de toda semente estelar a não-adaptação às regras socio-políticas-espirituais que regem  a vida na Terra.

Alguns sentem atração por assuntos como a vida extraterrestre; outros sentem verdadeira repulsa pelo tema e não tardam a tratá-lo com zombaria. Ambos os grupos manifestando reações polarizadas ao mesmo problema: TODOS FORAM ABDUZIDOS, e este é um processo que ainda que necessário, causou traumas subconscientes a grande parte das sementes estelares.

Sobre a questão das abduções trataremos em outra postagem, mas se você acredita ter se identificado de alguma maneira com o que leu acima, procure saber com amigos sobre algum grupo onde ocorram trabalhos xamânicos e dos quais você possa participar. Se você for uma semente estelar, com certeza sua Linhagem Espiritual ali se manifestará.

Quantos umbandistas já não tiveram a experiência se ver seu caboclo se mostrar com outra roupagem fluídica, ora como índio das paragens norte-americanas, ora como mestre do Oriente, a dizer que "veio das Estrelas" ou mostrando a seus médiuns, segundos antes da incorporação, constelações inteiras distantes, sem entretanto oferecer maiores explicações. O porquê disso acontecer é muito simples: a Umbanda, mais do que um culto de origem afro ou sincrético, é uma de muitas formas de religião xamânica no planeta, com a função inclusive de agregar e conduzir muitas das sementes estelares que encarnaram em solo brasileiro no cumprimento de sua missão de auxílio ao próximo.

Quantos não ouviram dizer que os médiuns de Umbanda possuem acréscimos energéticos nos chakras e apresentam duplo etérico afastado, características estas atribuídas a preparo da equipe pré-encarnatória para cumprimento das funções mediúnicas específicas. Sim, confirmamos; porém, falta dizer que dentro dessas equipes existem trabalhadores de origem extraterrestres, até mesmo dos chamados "grays", e que esse preparo não findou-se na fase gestacional do embrião que viria a ser um médium, mas continuou durante toda sua fase de desenvolvimento, sobretudo na infância e adolescência, onde abduções perfaziam os ajustes necessários para que o veículo físico possa manifestar a energia que canalizaria de poderes além da matéria e no universo tridimensional.

Se este texto faz sentido para você, se ecoa com aquilo que você traz na alma, procure um grupo que pratique o Xamanismo para ter uma experiência em primeira pessoa. Nada substitui a vivência pessoal, nem mil palavras e argumentos poderão se sobrepor a uma experiência de ampliação consciencial. Há  muitos grupos que oferecem sessões gratuitas.

Acompanhe nossas postagens no facebook , que incluem também as datas dos nossos trabalhos xamânicos. Curta a página e peça para receber as notificações conforme a ilustração na postagem afixada no topo: https://www.facebook.com/Amor.Magia.Destino


Jennifer Dhursaille para Tríplice Aliança
(texto original, pode ser reproduzido livremente desde que citada autoria e fonte).


domingo, 6 de setembro de 2015

O Viável Versus O Ideal

O VIÁVEL VERSUS O IDEAL
da série: "Perguntas Essenciais do Espiritualista"


~*~ se você gostou do texto, por favor, curta a página https://www.facebook.com/Amor.Magia.Destino~*~
Muito bem, você já percorreu um certo caminho enquanto buscador espiritual, já descobriu bastante coisa sobre si mesmo, e tem uma razoável ideia daquilo que seria sua missão de vida - pelo menos em que área você deve atuar.
Você já fez alguns cursos, já conheceu algumas pessoas, alguns locais de trabalho mas.... nenhum ainda tem bem o seu perfil.
Bom, na verdade, assim como nós somos únicos, nossos trabalhos e nossas missões individuais - e quando falo missão que fique claro que falo de algo bem simples, nível operário da espiritualidade e não candidato em vida à mestre-ascenso! - assim também serão únicos. Mesmo alguém que venha a desempenhar a mesma função, não necessariamente o fará da mesma forma ou com o mesmo teor energético.
Mesmo porque do 'lado de lá', do outro lado do véu, existe uma equipe que labora na contraparte etérea de todos os trabalhos espirituais desenvolvidos aqui, e esta equipe também terá uma energia única, uma estruturação, estará vinculada a uma egrégora, e terá propósitos específicos.
Logo, o seu 'local perfeito' não existe. E cuidado se você pensar que achou! Provavelmente estará auto-iludido ou ainda pior, aceitando as ilusões impostas por terceiros porque elas lhe soaram agradáveis aos olhos e aos ouvidos. TE prometeram poder? TE prometeram o desenvolvimento de faculdades mediúnicas que você nunca teve? Abra os olhos: quem comercializa prestígio, alguma coisa quer em troca...
Existem missões em muitos níveis e a grande maioria não vai começar com você tendo seu próprio espaço segundo suas próprias regras. Procure estar vinculado a uma casa, ou a locais que ofereçam formação dentro das habilidades que você sabe que precisará desempenhar onde a ÉTICA seja prioridade. Conhecimento você encontra até sozinho na internet, em livros, etc. Exemplo de trabalho digno, modelo de ação dentro da espiritualidade, vivência templária correta e decente é uma bênção e uma necessidade para o buscador experimentar ao menos um pouco disso em sua jornada, a fim de que ele tenha referências do comportamento esperado de um trabalhador da luz quando as provações surgirem. E elas surgirão aos montes!
É muito comum que os mentores conduzam seus pupilos a uma casa ou local de estudos por um tempo provisório, até que ele aprenda ali uma lição importante e depois os conduzam a outros locais, outras casas, ate´que eles estejam prontos para caminharem sozinhos.
Ao adentrar cada local e se comprometer com o serviço, tenha em mente que ali a espiritualidade faz uma parte do trabalho e os seres encarnados a outra. Não julgue os seus irmãos, mas não deixe de perceber se o comportamento demonstrado - especialmente dos líderes - é condizente com o que se espera de quem se diga intermediário da luz: um discurso e ações baseados em VERDADE, AMOR e DISCIPLINA.
NO mais, confie nas suas orientações espirituais, nas determinações da sua BANDA, da Espiritualidade que lhe Acompanha. Eles saberão lhe conduzir ao local certo, aos cursos certos, às pessoas certas, e principalmente, PELO TEMPO CERTO.
Ao sair, evite afastamentos em meio a discórdia e acusações. A verdade sempre se faz evidente, cedo ou tarde. Foque em não repetir os mesmos erros que te fizeram se afastar de locais, pessoas e grupos.
Segue teu caminho pautando tua estrada em TRABALHO, CARIDADE E HONRA, e sigas as mesmas regras que esperastes ver nos teus chefes, repetindo: ações e discurso baseados em VERDADE, AMOR e DISCIPLINA.

AMA E TRABALHA. ORA E LABORA.
[Regras de Conduta do Grande Oriente]

Qual a Chave para a Sua Felicidade?

QUAL A CHAVE DA SUA FELICIDADE?
série: "Perguntas Essenciais do Espiritualista"


~*~se você gostou do texto, curta a página Amor é Seu Destino: https://www.facebook.com/Amor.Magia.Destino"~*~

Depois de você responder a si mesmo sinceramente a que mundo pertence, vem a 2ª pergunta mais importante:Qual a Chave para a Sua Felicidade?


Para ilustrar essa questão vou contar uma historinha:

Era uma vez uma menina que sonhou em fazer faculdade de medicina, ela pensava em quão maravilhoso seria poder curar os doentes, mas também pensava, porque era humana, que se ela formasse seria a primeira médica da família. Caso passasse poderia morar numa das repúblicas da universidade pública, e então não precisaria mais dividir o quarto com 4 irmãos menores e bagunceiros nem presenciar as brigas cada vez que o pai chegava bêbado em casa. Pensava que poderia conhecer o amor da sua vida na faculdade, e que provavelmente ele seria de boa família, de posses, afinal não é qualquer um que pode bancar uma faculdade de medicina. Então, de diversas maneiras a Medicina representava para ela o pote de ouro no final do arco-íris, pois se ela conseguisse passar no vestibular teria acesso a realizar praticamente todos os seus outros sonhos! E por isso ela se dedicava, estudava e estudava...

Mas embora fosse inteligente, ela não passou, e após três anos de tentativas, as necessidades financeiras fizeram com que escolhesse outra opção, e ela escolheu o que de mais próximo pode de uma faculdade de medicina, que foi o curso técnico de instrumentação cirúrgica. E assim ela pode, pelo menos trabalhar e viver dentro do ambiente que a atraía.
Embora tentasse por várias vezes, não conseguiu namorar firme com algum médico, mas casou-se com o técnico de enfermagem.

A vida prosseguiu, e filhos vieram, um com deficiência grave, para qual os conhecimentos de ambos os pais foi muito útil nos cuidados domésticos, e uma filha que desde pequena foi mais do incentiva, mas 'coagida' fazer a faculdade de medicina quando crescesse.

Mariana cresceu ouvindo a história da luta da mãe para conseguir entrar na faculdade, da luta dos pais trabalhando no hospital, da luta dos pais criando um filho deficiente, e da luta dos pais em bancar seus estudos para que ela pudesse realizar o sonho que a mãe não pudera.

O namorado de Mariana, que era músico e fazia escola de circo, embora a amasse, foi tão maltratado que não aguentou o repúdio da família e se afastou, o que só aumentava a infelicidade de Mariana. Mariana fazia terapia, pq tinha tendência à depressão. A mãe dizia que era por causa do namoro frustrado. Mariana dizia que não sabia, que era a química do seu cérebro, porque não tinha do que reclamar: pais trabalhadores que sempre a incentivaram para o melhor e que lutavam para que ela pudesse fazer Medicina, que afinal era o sonho de muito gente.

Um dia Mariana teve uma crise de pânico e recebeu um diagnòstico preciso e passou a intensificar a terapia e jamais descuidava dos remédios. A mãe apresentou um estudante de Neurologia e eles começaram a namorar, pois Mariana era além de esforçada muito bonita. A mãe de Mariana tinha certeza de que agora tudo melhoraria e que a filha seria feliz num novo relacionamento com uma pessoa 'estável', de bem.

No terceiro ano de faculdade e noiva, Mariana tomou uma overdose de substâncias químicas e energéticos com o propósito de ficar acordada para estudar para as provas e participar do plantão como assistente. Mariana entrou em coma.
Durante o coma, a alma de Mariana não conseguia decidir voltar ao não para sua vida, pq a vida que ela vivia era o sonho de muitas pessoas, mas não o dela. Mariana reconhecia que o noivo era ótimo, mas sentia falta do estudante de circo que a fazia rir e tinha alma de poeta. Mariana valorizava o trabalho dos pais e não queria decepcioná-los, mas ela não tinha paciência com crianças, não queria ser pediatra, tinha nojo de sangue, nojo de catarro, nojo de bilis, nojo de vômito. Mariana era grata ao fato de existirem médicos abnegados, mas ela não era uma dessas pessoas, mas não tinha coragem de decepcionar a todos, revelando-se ser uma pessoa que não correspondia a expectativa que todos nutriam dela. Entre perder o amor de todos que ela amava, Mariana achava mais fácil partir.... Doeria menos a todos aceitarem que fora o 'Destino" do que ela bancar ser uma pessoa que não correspondia a imagem que todos tinham dela.

Mariana nem mais se lembrava de que quando criança,sonhara em ser aeromoça, porque quando falara nisso, a mãe logo falava como era lindo ser médica, e que tinha certeza de que teria uma filha médica.
Do coma para a vida, seria uma escolha difícil: decepcionar a todos para viver a sua própria vida a partir de seus próprios gostos e valores.
E se você estivesse no lugar de Mariana: o que escolheria?
A sua morte que manteria sua imagem em vida de filha e noiva amada, retirada por Deus tão brevemente?
A sua vida e a morte da ideia que os outros têm de você, a morte dos sonhos dos seus pais que você tanto ama, ou a decepção de uma pessoa boa que você até ama, mas não tanto ao ponto de desejar partilhar a vida ao lado dela para sempre?
A sua resposta, a resposta de Mariana, a resposta de todos nós impõe uma escolha:
A chave que abre nossa felicidade, com frequencia não é a mesma que abre a das pessoas que mais amamos.
E vice-versa.

Conheça sua chave.
Entenda suas prioridades.
Fortaleça suas escolhas.

A Que Mundo Você Pertence?

A QUE MUNDO VOCÊ PERTENCE?

da série:"Perguntas Essenciais do Espiritualista"



~*~se gostou do texto, por favor curta a página https://www.facebook.com/Amor.Magia.Destino~*~

A resposta a essa pergunta é fundamental, uma vez que ela estabelece o caminho para responder a duas outras essencias dentro desta nossa experiência humana.
O mundo não está dividido entre bons e maus, materialistas e espiritualistas, sensuais e castos, mães e amantes, irresponsáveis e homens de família, mas sim entre uma variedade muito grande de gradações entre esses valores que encontramos em múltiplas combinações dentro de indivíduos.
SE por um lado todos temos frações do TODO, que em última análise seria aquilo que chamamos de Deus. Tudo que há no mundo é para nós. TUDO é nossa Herança.
Mas ao olhar mais detidamente para as composições individuais que não apenas animam, mas também motivam o ser humano, é inegável a conclusão de que "NEM TUDO NOS CONVÉM".
Há pessoas a quem o sucesso profissional e sair-se bem dentro do competitivo mundo corporativo é essencial para a auto-estima. Outros encaram esse desafio mais por força das circunstâncias do que por gosto, e outros ainda, se forem forçados a atuar nesse meio, adoecerão.
Algumas mulheres se realizarão na maternidade mais do que em qualquer outro papel na vida; outras sempre se sentirão culpadas por apesar de serem mães e amarem seus filhos, desejarem as realizações pessoais que o mérito profissional concede. Há aquelas à quais a ideia de geração de um filho simplesmente não apetece, e que precisarão de uma grande dose de auto-conceito, auto-conhecimento e auto-valor para bancarem essa decisão numa sociedade que objetiva a mulher e seus predicados numa linha de montagem industrial na qual a maternidade tanto a valida como a desqualifica, a santifica e a macula numa escala de valores ora regidos pela falsa-moral, ora a serviço da linha de (re)produção social. A maioria das mulheres viverá uma infinidade de graduações disto tudo. Enquanto fêmea, enquanto cidadã.
Espiritualidade é assunto do mesmo barco: não há seres evoluídos e não evoluídos, espiritualizados ou puramente materialistas. Há pais-de-santo movidos unicamente pela vaidade; pastores sinceramente dedicados ao apostolado evangélico e cientistas visionários que vislumbram o mesmo Deus que o dervixe acessou enquanto girava, e rodava e rodopiava em êxtase divino.
Então, é essencial se perguntar:
QUAL A SUA GRADAÇÃO NA RODA DA VIDA?
O QUE TE PRENDE A SANSARA, A RODA DO DESTINO, DAS REENCARNAÇÕES? O QUE FAZ ESTAR AQUI NESSE MOMENTO APRENDENDO ALGUMA COISA QUE AINDA NÃO FOI INTEGRADA PELO SEU ESPÍRITO ETERNO?
Responder essa pergunta é fundamental.
Até mesmo para descobrir se você realmente deseja se libertar dessa roda. Acredite, alguns não querem....
Nossos reais desejos estão atrelados a nosso atual estágio consciencial, e descobri-lo é uma ferramente primordial de auto-conhecimento.
Uma dica: não busque resposta em testes ou na opinião dos gurus de plantão. Se eu fosse você nem mesmo buscaria entre aqueles que realmente poderiam lhe responder a verdade. Sabe por quê? De nada vai adiantar se você não estiver disposto a encarar a SUA própria VERDADE. O sábio poderá falar e você até concordar, mas então protelar.... Porque na verdade ao procurá-lo você só queria satisfazer uma necessidade intelectual, e não estava em busca de mudança.
De que lhe adianta ouvir que você é uma pessoa espiritualizada e que tem uma missão a cumprir, se no fundo o que você quer mesmo neste momento é sentar no barzinho no happy hour e falar a respeito disso com os amigos e se entreter indagando sobre a influência do sobrenatural na nossa vida.
Falar sobre espiritualidade não vai ter levar a lugar nenhum.
O trabalho de caridade real, sim.
NO fundo todos sabemos o que temos de saber e a que viemos.
Basta se ouvir. E então, em alguns momentos de dúvida, respostas e confirmações virão. Mas se você não estiver disposto a se mexer, nada disso irá adiantar, apenas se somará a mais um assunto para você conversar com os amigos que também gostam de espiritualidade como um dos assuntos bacanas pra se comentar, ali, na mesa do bar.
Sua galera 'alternativa' e espiritualizada e super do bem pode ser ótima, mas vale a pena se perguntar de vez de em quando, o que de útil realmente cada um está fazendo no momento.
A vida passa muito depressa, encarnações voam e oportunidades se perdem.
Não deixe a espiritualidade ser apenas um 'assunto de bar', se isso realmente importa pra você.
Ou assuma suas gradações, sejam quais forem. O quanto o corpo, o dinheiro, o status social, a carreira, a família, a mesma dinâmica com os amigos lhe são caros? Gostar da matéria não é pecado. Tudo é estágio, tudo oferece aprendizado.
Ao adentrar no caminho espiritual seja ele qual for, a partir de um certo ponto, tudo isso lhe será posto em cheque. Esteja apto para se sair bem nesse momento. Conheça seu jogo e conheça seu oponente, que são as REGRAS DO JOGO DA VIDA. Saiba até que preço está disposto a pagar.
Essa é a 1ª Grande Pergunta.
Nas próximas postagem a 2ª e 3ª da série 'PERGUNTAS ESSENCIAIS DE UM ESPIRITUALISTA".